Revista Políticas Públicas & Cidades - 2359-1552

Políticas Públicas & Cidades é é um periódico científico que tem por objetivo publicar trabalhos da área de URBANISMO e o PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL, áreas principais da revista. 

Chamada para Dossiê "Tendências recentes de Urbanização no Nordeste brasileiro"

Notícias

 

CHAMADA DE TRABALHOS 2018 - SUBMISSÃO ATÉ 20 DE JANEIRO

 

O ENSINO DO URBANISMO NO BRASIL

       

 
Publicado: 2017-10-26 Mais...
 

CHAMADA DE TRABALHOS - 2017

 

Prez@dos autores, o processo de avaliação “duplo-cegas” não foi finalizado. Cada autor será notificado com o resultado da avaliação. 

Att.,

Wesley Medeiros

 

 
Publicado: 2017-07-17
 

QUALIS - B2 E B3

 

A primeira avaliação da CAPES atribuiu QUALIS B3 na área de Planejamento Urbano e Regional e B2 na área interdisciplinar. 

Outras áreas podem se consultadas no link: qualis.capes.gov.br

 
Publicado: 2017-04-23
 

Chamada de Trabalhos – v.5, n2, 2017

 

Processos Contemporâneos de Urbanização do bioma amazônico

Editor convidado: José Aldemir de Oliveira (UFAM)

O estudo de cidades é uma longa tradição na academia brasileira. Tanto nas áreas de planejamento, arquitetura e geografia quanto nas demais ciências sociais. Apesar destes esforços ainda há lacunas em termos teóricos e metodológicos para se compreender a relação entre o processo contemporâneo de urbanização, a diversidade de cidades, os projetos de desenvolvimento e a conservação dos recursos naturais no bioma amazônico. Com a consolidação dos programas de pós-graduação nas universidades na Amazônia, em especial na área de geografia, mudou-se a forma com a qual se estuda e compreende as cidades. Muito progresso foi feito e a análise das cidades e do urbano no bioma deixou a escala regional para entrar na escala da cidade e das redes urbanas. Por outro lado é necessário compreender as interfaces e os processos da urbanização nos países amazônicos daí a necessidade de se ampliar a discussão para pesquisadores de outros países.

Esse esforço teórico e metodológico para se compreender as cidades e o urbano a partir do olhar “interno” e não na escala do regional, com rápidas visitas a campo ou somente com dados secundários coletados nos bancos de dados disponíveis, fomentou novas leituras e entendimentos sobre o tema. Pode-se dizer que teve início a formação de um pensamento geográfico sobre o processo de urbanização e a diversidade de cidades localizadas no bioma.

Claramente estes estudos apontam para uma diversidade de cidades. Cidades médias e sua inserção na complexa dinâmica do agronegócio como Santarém e Marabá, no estado do Pará, cidades da fronteira como Tabatinga e Benjamin Constant no Amazonas e temas como o uso dos recursos naturais e a economia regional, habitação nas cidades médias e pequenas, relações intrinsecas com as rodovias e com o sistema hidrológico, segregação socioespacial, saúde, turismo, cultura urbana e demais temas clássicos dos estudos urbanos. Neste conjunto de estudos percebe-se um esforço de construção teórica e metodológica visando compreender a realidade urbana na Amazônia e relaciona-lá com os processos de urbanização na escala nacional.

 Neste sentido, este volume da Revista Políticas Públicas & Cidades abre o debate acerca da produção do conhecimento sobre a cidade e o urbano no bioma amazônico, compreensão dos processos em curso, as lacunas ainda existentes e as possibilidades para o estudos e pesquisas. Convidamos pesquisadores  para submeterem trabalhos que apresentem aspectos teóricos e metodológicos inovadores no campo dos estudos urbanos e que discutam como o processo contemporâneo de urbanização na Pan-Amazônia permite compreender o processo mais amplo de urbanização no Brasil e na América do Sul.

Encoraja-se a submissão de trabalhos que investiguem essas relações e que se enquadrem em uma das seguintes categorias:

i) Trabalhos de natureza empírica, que forneçam evidências que suportem ou contradigam hipóteses formuladas sobre o tema;

ii) Trabalhos de natureza empírica, que forneçam evidências que suportem ou contradigam hipóteses formuladas sobre o tema;

iii) Ensaios teóricos, sem a obrigatoriedade de resultados empíricos, desde que tragam novos entendimentos sobre questões relevantes e permitam fazer avançar o conhecimento sobre o tema;

iv) Revisões sistemáticas de literatura construídas segundo uma metodologia clara e exaustiva na abrangência dos resultados já produzidos pela literatura nacional e internacional, discutindo-os e situando-os em relação ao campo do conhecimento.

Calendário proposto:

Data de submissão: 16 de abril

Avaliação pelos editores: 16 a 23 de abril 

Envio aos avaliadores: 25 a 30 de abril

Retorno dos avaliadores: 15 de junho 

Envio dos pareceres aos autores: 02 a 09 de julho

Retorno dos autores: 30 de julho

Processo editorial para publicação: 01 a 06 de agosto

Publicação: 31 de agosto 

Informações: revistappc@gmail.com

Autores devem:

i) seguir as normas de submissão da revista na página SOBRE

Att.,

José Aldemir de Oliveira - editor convidado

Wesley Medeiros - editor-chefe 

 
Publicado: 2017-01-24
 
Outras notícias...