Dispersão e fragmentação nas principais cidades do Tocantins, Amazônia Oriental: as lógicas recentes da expansão territorial em Palmas

kelly bessa

Resumo


Diante das novas formas de produção capitalista do espaço urbano, fundadas em novas práticas socioespaciais, que resultam em reestruturações da morfologia da cidade, com tendências de expansão e de espraiamento territoriais, busca-se compreender os processos de dispersão, descontinuidade e fragmentação presentes nas principais cidades do Tocantins, Amazônia Oriental, a saber: Palmas, a capital projetada, Araguaína, no norte do estado, e Gurupi, no sul.

Palavras-chave: produção do espaço urbano; dispersão; fragmentação; reestruturação urbana, Palmas-TO.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Políticas Públicas & Cidades - 2359-1552

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

POLÍTICAS PÚBLICAS & CIDADES ESTÁ INDEXADA NAS SEGUINTES BASES CIENTÍFICAS E DE DADOS