NOVAS CONFIGURAÇÕES EM PERIFERIAS DE CIDADES MÉDIAS PAULISTAS: A PROLIFERAÇÃO DOS EMPREENDIMENTOS HABITACIONAIS COM CONTROLE DE ACESSO

Barbara Vallilo Siqueira, Sandra Regina Mota Silva, Ricardo Siloto Silva

Resumo


Algumas modalidades de assentamentos têm se dispersado no tecido urbano periférico com a implantação de empreendimentos que apresentam determinadas peculiaridades. Tais espaços têm sido destinados ao uso habitacional de diferentes faixas socioeconômicas, porém, com prevalência dos estratos de rendas mais altas. Nesse processo de expansão urbana, a lógica baseada na dualidade centro-periferia, usualmente caracterizada por áreas centrais mais qualificadas e periferias precárias, tem sido revista. Dentre o conjunto de transformações no uso e na ocupação do solo das áreas de expansão de cidades médias paulistas, esse trabalho priorizou identificar e analisar as peculiaridades presentes na proliferação de loteamentos e condomínios habitacionais com controle de acesso. Para efeito de delimitação dos objetos de pesquisa definiu-se o período compreendido em quatro décadas, de 1970 a 2010, e as dinâmicas de expansão periférica nas cidades paulistas de São Carlos e São José do Rio Preto. Os dados obtidos indicam que a disseminação na produção dessas modalidades de empreendimentos tem reforçado processos de fragmentação social e espacial das bordas urbanas, seja pela produção de grandes espaços murados, seja pelo espraiamento horizontal e descontínuo das cidades.

PALAVRAS-CHAVE | cidades médias paulistas, loteamentos fechados, condomínios horizontais, lógica centro-periferia.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.23900/2359-1552.2016v4n1p69

Apontamentos



Direitos autorais 2016 REVISTA POLÍTICAS PÚBLICAS & CIDADES

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

POLÍTICAS PÚBLICAS & CIDADES ESTÁ INDEXADA NAS SEGUINTES BASES CIENTÍFICAS E DE DADOS