A rua como trama de Diversidade e Vitalidade: um estudo da rua Santa Juliana (Sete Lagoas, MG)

Anderson de Souza Sant'Anna, Jupira Gomes de Mendonça, Daniela Martins Diniz

Resumo


Este artigo apresenta, a partir de marco teórico fundamentado em Jane Jacobs, resultados de pesquisa empírica desenvolvida com o propósito de investigar relações entre as instâncias “espaço” e “ação social”, considerando como objeto de investigação rua da “periferia” de Sete Lagoas (MG) evidenciada por sua “marginalidade”, não obstante elevado potencial de dinamismo, diversidade e vitalidade. Interessou investigar o que teria essa rua bricoleur a nos informar sobre a construção de dinâmicas socioespaciais em que a diversidade, a criatividade e a diferença poder-se-iam constituir fatores de desenvolvimento socioeconômico. Em termos metodológicos, a pesquisa que subsidiou seus resultados pode ser caracterizada como um estudo de caso, de natureza qualitativa envolvendo análise documental, observação direta e 41 entrevistas semiestruturadas e em profundidade. Como resultados evidencia-se a pertinência e atualidade do arcabouço teórico de Jacobs, relativo à diversidade urbana, à investigação e análise de condições socioespaciais de diversidade e vitalidade.

 Palavras-chave: Jane Jacobs; Planejamento Urbano; Espaço Público; Espaço Social; Vitalidade Socioespacial. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.23900/2359-1552.2016v4n2-pax

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REVISTA POLÍTICAS PÚBLICAS & CIDADES - 2359-1552

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

POLÍTICAS PÚBLICAS & CIDADES ESTÁ INDEXADA NAS SEGUINTES BASES CIENTÍFICAS E DE DADOS